Com os inúmeros meios que temos na palma de nossas mãos para conseguir informações, é muito provável que tenhamos uma sobrecarga diária, fazendo com que o nosso cérebro se encha com bobagens e deixe de focar no que realmente é importante.

Sabendo disso, uma pergunta que permeia o nosso dia a dia é: como filtrar a quantidade de informações que recebemos diariamente? Neste artigo procurarei te dar algumas dicas para resolver essa questão e aumentar a sua produtividade.

Bombardeamento informacional

Devido a grande quantidade de informações que recebemos diariamente nós podemos ver isso refletido diretamente em nossa produtividade. Embora tenhamos certa dificuldade em entender o que é útil ou não, acabamos por reconhecer alguns caminhos que se expressam na fala das pessoas, nos tornando capazes de identificar e filtrar seus discursos.

Quando deixamos muitas informações passarem despercebidas, isso pode fazer com que elas nos atrapalhem de maneira grandiosa, interrompendo nossos processos de produtividade e impedindo que nosso foco seja direcionado para determinadas ações.

A tecnologia, de fato, chegou para nos ajudar, visto que traz inúmeras facilidades que todos nós gostamos de ter e já não conseguimos mais viver sem. Por outro lado, é exatamente por esse meio que temos acesso a maior parte dos conteúdos e das informações que, a cada novo momento, não param de chegar.

Vale lembrar que o lado positivo da tecnologia da internet também pode ser o seu lado ruim, afinal de contas, com um aparelho que cabe na palma da mão somos bombardeadas de informações a todo momento, mesmo quando não queremos, não pedimos ou não buscamos tais informações, como acontece, por exemplo, nos grupos de whatsapp.

E quando falamos sobre informações, não estamos nos referindo apenas às notícias que encontramos nos sites focados nesse tipo de conteúdo, mas sim, também, àquelas mensagens que você recebe diariamente e que acabam te dispersando das suas atividades. Aos poucos, algo que parece banal acaba se tornando um enorme monstro.

Com o bombardeamento informacional, vindos de tantas fontes diferentes, às vezes acaba sendo impossível descobrir qual das informações está correta, ou seja, ficamos incapazes de filtrar qual informação será útil ou descartável.

 

A síndrome do pensamento acelerado

Mas, não é só isso. Esse excesso de conteúdo e informações externas, gera um pensamento acelerado, costuma culminar em ansiedade, inquietação, perda de memória, fadiga, irritabilidade,  para não falar de outras coisas. Custa a nossa saúde mental, física e emocional.

O acúmulo de informações e conteúdos, estímulos e pressão também, faz que a mente se veja inundada de pensamentos dificultando a concentração, gerando ansiedade e mais desgaste físico e mental, não por acaso, muitas pessoas estão padecendo dessa que é entendida  da síndrome do pensamento acelerado.

 

 Segundo Augusto Cury, a síndrome do pensamento acelerado, acontece quando a mente fica repleta de informações/pensamentos. Ela é produzida por uma hiper construção de pensamentos numa velocidade tão alta que desgasta e estressa o cérebro. Resulta do excesso de informações, atividades e de estímulos sociais que somos submetidos diariamente.

 

O principal ponto é que ela não está relacionada à qualidade ou conteúdo dos pensamentos, sim com a quantidade e velocidade desses pensamentos. Basta observar a quantidade de informações  disponível em sites na internet, jornais e revistas impressos ou online, televisão, redes sociais, etc. É um bombardeio incessante!

 

Essa quantidade absurda de estímulos virtuais e informações que recebemos diariamente potencializar o risco de desenvolver essa síndrome que, dentre outras coisas, gera a sensação de  que as 24 horas do dia não são suficientes para fazer tudo o que deseja.. Além de ter uma grande quantidade de informações na mente, o pensamento tem se tornado cada vez mais acelerado, tornando ainda mais desafiador gerir as emoções vivenciadas ao longo do dia.

 

Como filtrar as informações

Muito do que recebemos, na maior parte das vezes, sequer é um conteúdo realmente relevante para o momento que estamos vivendo e, por mais interessantes que possa parecer, no fundo elas servem apenas para atrapalhar o nosso foco, nos distanciando dos nossos objetivos. Por isso, é preciso saber o que realmente tem um caráter transformador.

Muitas vezes, mesmo de maneira inconsciente, nós acabamos por nos agarrar a esse universo de informações como uma espécie de válvula de escape para o dia estressante de trabalho ou simplesmente por um desejo de fuga da realidade. Isso é bastante perigoso e pode representar uma armadilha.

Seu cérebro pode, na verdade, ter escolhido esse caminho para tirar a sua atenção do que realmente é importante, levando a um estado de procrastinação ou de autosabotagem. Por isso, é importante ficar atenta aos alertas.

Sendo assim, vou dar algumas dicas de como filtrar todo esse conteúdo que recebemos diariamente.

 

Avaliar as nossas atividades

Uma das primeiras maneiras para conseguir filtrar as informações é a avaliação das nossas necessidades e dos nossos exercícios diários. Será que o que eu estou vendo realmente tem alguma importância para o momento que estou vivenciando? Será que, ao parar para ler isso, eu vou chegar em algum lugar relevante?

Além disso, também é importante refletir acerca da nossa necessidade de ter contato com essas informações. Nós estamos realmente querendo assimilar alguma coisa ou nosso cérebro apenas está escolhendo uma maneira de deixar as responsabilidades de lado para fugir delas?

Essas ações podem ser completamente nocivas para o nosso potencial de produção, as nossas metas, os nossos sonhos, qualidade de vida e, até mesmo, para a nossa existência como ser humano na Terra. Sendo assim, avaliar as nossas atividades diárias realmente se faz importante para preservar nossa sanidade e individualidade.

 

Repensar o uso das redes sociais

Muitas vezes, quando paramos para olhar para as redes sociais, podemos encontrar coisas que fogem totalmente da realidade, mas nosso cérebro não aceita esse fato e acaba por tomar imagens distorcidas uma realidade imutável.

No Instagram, por exemplo, nos perdemos completamente com postagens sobre moda, estilo, decoração da casa, famosos, coisas que podem ser, dependendo da área de atuação, totalmente dispensáveis e prejudiciais para o nosso processo criativo.

Diariamente recebemos notificações de postagens novas com vídeos, fotos, textos, e, ao fim do dia, se pararmos para avaliar, o que todo esse tempo gasto nos trouxe de positivo? 

É o caso de se perguntar com honestidade se essas postagens interessantes são de fato relevantes naquele momento.  Faz sentido deixar para ver posts sobre vestidos de festa, decoração, moda em momentos de relax ou quando eu realmente estiver precisando dedicar atenção a isso? 

Quando colocamos os pesos sobre a balança, percebemos, enfim, o que é ou não prioridade.

 

Definir prioridades

Perder tempo nas redes sociais é um fato comum a maior parte da população. Passamos horas rolando feeds infinitos para ver apenas mais do mesmo. Quando paramos para perceber, já se passaram diversas horas do nosso tempo tão precioso.

Precisamos ficar atentos para cumprir nossas responsabilidades, saber o que realmente precisamos fazer diante das situações que nos foram impostas, seja pelo emprego ou por algum projeto pessoal que, há muito tempo, foi sonhado e idealizado, mas não executado.

Definir prioridades é sempre um bom passo para conseguir se organizar, principalmente quando aparecem as demandas urgentes do nosso dia a dia. Defina o que é mais importante para você e, então, se permita curtir um pouco das redes sociais apenas para ter uma pequena fuga da realidade ao fim do dia e relaxar.

 

Organizar o tempo

Definindo suas prioridades, chega o momento em que você precisa organizar seu tempo para conseguir cumpri-las. De modo geral, o recomendado é que você defina, pelo menos, 3 tarefas importantes para executar ao longo do dia, ou seja, são  aquelas necessárias para que você possa cumprir suas metas e realizar seus sonhos e objetivos. 

Ao definir suas metas, seus objetivos, você precisará definir as ações para alcançá-los. São essas ações que fazem parte do rol de tarefas importante que você precisa contemplar ao longo dos dias e semanas, pense nos momentos do dia em que você irá realizar essas tarefas e, caso o celular mostre alguma notificação, não pense nela até conseguir terminar de fazer o que realmente é preciso. Encare o uso das redes sociais como um prêmio por conseguir cumprir suas tarefas.

 

Planejamento diário estratégico 

Diante de tantas informações mescladas às responsabilidades é importante lembrar que, para que tudo corra no curso certo, você pensar a organização do dia e das atividades de maneira inteligente. Mas calma, não estamos falando nada relacionado aos antigos reinos e suas estratégias políticas e de guerra, aqui entra o planejamento diário estratégico.

Com o planejamento estratégico você cria sua rotina de produtividade estabelecendo suas prioridades, o tipo e quais tarefas vai executar naquele dia, garantindo a execução das tarefas essenciais e importantes e, se existirem, também das urgentes e as rotineiras.  

Além disso, é sempre importante lembrar que quantidade não é qualidade. Ou seja, não é o volume de informações que você consome diariamente que lhe trará benefícios, mas sim a forma como você as consome e as aplica no seu dia a dia.

 

Gostou desse artigo? Se ele te ajudou de alguma forma, curta e compartilhe com as pessoas que são especiais pra você.

 

Vamos juntas!

 

Com carinho, 

 

Kelly Coimbra

Deixe seu comentário.

Comentar