Dias atrás eu ouvi a seguinte frase: “a moda agora é falar ‘gratidão’ para tudo! O sujeito acha que só de trocar a palavra obrigado pela palavra gratidão é suficiente para ser uma boa pessoa”.

Eu me peguei pensando que essa crítica (sim, era uma crítica!) não está 100% certa, tampouco 100% errada.

Uma rápida busca na internet sobre a origem das palavras obrigado e gratidão resulta em  dicionários on line e até mesmo artigos falando sobre a diferença entre as duas. Resumidamente, a palavra “obrigado” tem sua raiz no latim obligare, “ligar por todos os lados, ligar moralmente” e está relacionada ao reconhecimento de uma dívida, de uma obrigação.  Já a palavra “gratidão” também tem sua raiz no latim gratia, “graça ou gratus” e está relacionada ao reconhecimento por tudo recebido, porém, não como obrigação, envolve um sentimento de dívida emotiva em direção de outra pessoa, está relacionada ao coração.

Sabendo disso, fica fácil entender porque a crítica acima não está totalmente certa ou errada. Não está certa, porque obrigado e gratidão não são sinônimos, pelo contrário, a gratidão traduz-se em emoçao, em sentimento profundo de agradecimento é o “dar graças” por tudo. Tampouco está errada porque somente falar a palavra gratidão sem realmente viver e sentir o que isso significa não produzirá efeito algum, ser grato é decisão, nós precisamos escolher olhar a vida, as pessoas, as situações e a nós mesmos com olhar de gratidão.

Sendo assim, seguem meus 3 motivos de gratidão de hoje, porque eu não sou obrigada, sou mesmo é grata (hehehe):

  1. Eu sou grata pela minha capacidade de aprender, algo que pretendo exercitar até o fim dos meus dias (que, de acordo com minha combinação com Papai do céu, vai durar até os 120 anos),
  2. Eu sou grata por ter produzido muito e aprendido muito hoje,
  3. Eu sou grata pelas parceiras firmadas e por tudo de especial que posso antever com elas. 🙂

E você, é obrigado ou grato? Como você tem levado sua vida? Quais são o motivos de gratidão hoje?

 

#vamosjuntos #desafio21diasdegratidao #dia17

Kelly Coimbra

Kelly Coimbra é advogada, empresária, consultora e transformational coach.

Possui 19 anos de experiência na área jurídica, tendo exercido cargos de liderança no 1o, 2o e 3o setor, com destaque para atuação como advogada e consultora jurídica de vários organismos internacionais e órgãos de relevância do Governo Federal.

Durante 5 anos teve seu próprio escritório de advocacia, no último como sócia proprietária do Coimbra e Maciel Sociedade de Advogados trabalhou nas diversas áreas do direito, notadamente em Direito Civil, Processual Civil, Administrativo e Constitucional tanto em âmbito administrativo (assessoria) quanto judicial, primeira instância e Tribunais, com atuação ativa em audiências e suporte consultivo aos clientes.

Foi servidora do Poder Judiciário de Goiás e, posteriormente trabalhou 10 anos como consultora jurídica especializada na Organização das Nações Unidas, mais especificamente na UNESCO, no Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e também foi consultora jurídica da Organização de Estados Iberoamericanos – OEI, em projetos voltados à área de educação.

Possui 12 anos de experiência no Governo Federal, desempenhados no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) quando atuou como assessora da procuradora-chefe na análise de processos judiciais e administrativos, com elaboração de normativos regulamentares internos, no âmbito da Administração Pública.

Na diretoria financeira do FNDE atuou como líder e gestora de uma equipe de mais de 50 pessoas, assumindo sob sua responsabilidade mais de 30 mil processos para análise de prestação de contas de convênios, possuindo experiência com gestão pública, gestão administrativa e pessoal, supervisão de equipe, multiplicadora e facilitadora de discussões. Dentro da mesma diretoria financeira esteve na liderança de uma equipe de mais de 20 advogados responsáveis pela análise e fornecimento de subsídios em ações judiciais envolvendo o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

Transformational Coach, Master em PNL, Hipnoterapeuta possui 4 e-books lançados: Como estabelecer metas e objetivos neurologicamente corretos – O Guia Definitivo; Descubra o segredo por trás da inteligência emociona; 7 passos para terminar o ano do jeito que você gostaria e Cansada de não atingir seus objetivos? Conheça os 10 princípios das metas poderosas e leve sua vida para outro nível.

Já realizou treinamentos e programas de desenvolvimento pessoal para mais de 200 mulheres, impactando não somente advogadas, mas empresárias, servidoras públicas e profissionais liberais, tendo palestrado na OAB-DF, Secretaria Municipal de Educação de Cristalina-GO, Casa Flor, FNDE,
Paralelamente, desenvolve o projeto social de empoderamento feminino: Projeto FloreSER.

Mestranda em Direito Empresarial com ênfase em Mediação, Negociação e Resolução de Conflitos, especialista em Direito Público, especialista em Direito Civil e Direito Processual Civil, auxilia mulheres advogadas a desenvolver alta performance e realizar objetivos, resgatando seu poder pessoal por meio do desenvolvimento da inteligência emocional.

Membro da Comissão da Mulher Advogada e da Comissão de Mediação da OAB/DF.

Deixe seu comentário.

Comentar

Comments are closed.