É muito comum que nós acabemos confundindo a questão da produtividade com o quanto nós trabalhamos durante o dia, atrelando a produtividade com a ideia de trabalhar mais. Mas, essa ideia equivocada pode ser um péssimo indicativo quando pensamos em  qualidade de vida, afinal, isso faz com que trabalhemos ainda mais com a ilusão de que estamos sendo produtivas ou de que estamos construindo um futuro onde teremos qualidade de vida, o que não é verdade e  afeta diretamente o nosso equilíbrio e bem-estar hoje e pode influenciar negativamente nossos próximos anos de vida. 

 

Qualidade de vida não é algo que surge espontaneamente a partir do nada, é algo construído cotidianamente, por meio de nossos desejos e ações, realizados com esforço e dedicação, para que, no fim do caminho, possamos realizar nossos sonhos e objetivos, ter a vida plena que tanto buscamos. 

 

Fato é que  ao longo dessa caminhada, muitas vezes não somos capazes de identificar os hábitos cotidianos que prejudicam o alcance dessa qualidade de vida que queremos, bem como não somos orientados sobre aqueles que são essenciais para que possamos melhorar nosso equilíbrio e bem-estar.

 

Por isso, separei a seguir 10 hábitos que você deve eliminar para ter mais qualidade no seu cotidiano e ao final apresento também 5 hábitos essenciais para te ajudar a construir uma rotina de produtividade, bem-estar, plenitude e felicidade.

 

Hábito 1: tentar resolver tudo ao mesmo tempo

É muito provável que você já tenha passado por isso, afinal, com uma rotina corrida e uma vida difícil de ser administrada, acabamos querendo resolver tudo de uma única vez. Infelizmente, isso pode se tornar um hábito bastante prejudicial para as nossas vidas, visto que, além de não conseguirmos executar bem todas as tarefas, isso também ajuda a reduzir nossa qualidade de vida, pois nos traz ansiedade, cansaço exacerbado e estresse.

 

Hábito 2: cobrar demais de si mesma

Outro hábito prejudicial e presente, principalmente, entre nós mulheres. Quando nós nos cobramos demais, a chance de nos frustrarmos é muito maior, visto que, com a sobrecarga, não executamos as tarefas da melhor maneira. Além disso, não é saudável acharmos que somos super humanas capazes de executar tudo com perfeição.

 

Hábito 3: sedentarismo

Este é um dos hábitos que pode ser considerado um dos mais danosos desta lista para a nossa qualidade de vida. Ele prejudica a nossa saúde física, emocional e mental, afinal, nossos corpos não foram feitos para ficar parados. Em toda a história da humanidade, nós nunca passamos tanto tempo sentadas durante todo o dia em frente a telas.

 

Hábito 4: lidar mal com o tempo de cada tarefa

Quando não conseguimos administrar bem o nosso tempo com relação a cada tarefa, é muito provável que a nossa qualidade de vida caia muito. Com esse descontrole ficaremos ansiosas para cumprir tarefas essenciais ou iremos demorar muito para fazer algo simples, deixando de lado outras responsabilidades.

 

Hábito 5: não dormir tempo suficiente

Bem como o sedentarismo, este é um hábito que prejudica a nossa qualidade de vida por afetar diretamente a nossa saúde física e mental. Geralmente nosso corpo precisa de, no mínimo, oito horas diárias de sono para se recompor do dia anterior. Quando ignoramos os alertas do nosso organismo sofremos graves consequências. Descansar é fundamental para manter corpo e mente em equilíbrio.

 

Hábito 6: alimentação ruim

Uma alimentação ruim também se enquadra como um hábito prejudicial para o equilíbrio do nosso corpo e para a nossa qualidade de vida. Além disso, unindo este ponto com o sedentarismo, é possível que tenhamos péssimos hábitos, fazendo com que nossos corpos se degradem de maneira muito mais rápida e intensa, o que acaba refletindo na qualidade de nossas atividades cotidianas.

 

Hábito 7: ficar estressada

Embora possa parecer algo bastante rotineiro e pouco ofensivo, ficar estressada pode contribuir para o desequilíbrio na sua vida, proporcionando reações negativas em seu corpo, tanto no quesito físico quanto mental. Nutrir pensamentos negativos, por exemplo, pode se tornar um hábito que resulta em estresses cada vez mais frequentes.

Hábito 8: não aprender coisas novas

Ficar estagnada em algum segmento significa uma falta de evolução do seu intelecto, principalmente porque o mundo a sua volta está girando, mas você continua parada no mesmo lugar. Esse é, de fato, um hábito bastante prejudicial, que pode levar a uma inquietação constante, além de causar uma sensação de insuficiência diante de outras pessoas e de novas tarefas que possam surgir para você.

Hábito 9: não dedicar tempo ao autocuidado

Como vocês já devem estar cientes, o autocuidado é uma das peças fundamentais para a boa convivência consigo mesma, afinal, é preciso olhar para dentro de nós para entender um pouco mais a respeito do mundo, sobre quais são os nossos limites e até onde nós podemos chegar. Por isso, fazer uma autoavaliação se faz extremamente necessário.

Com o autocuidado é possível evitar que alguns itens desta lista se tornem hábitos na sua rotina, como o estresse ou o sedentarismo, por exemplo. Ao fazermos uma avaliação acerca de quem somos e porque somos, as coisas começam a ficar mais fáceis e os horizontes se expandem para novos conhecimentos.

Hábito 10: postergar o início do dia com a função soneca

Quando ativamos a função soneca do nosso celular só estamos adiando o que é inevitável: o começo de um novo dia. Com isso, perdemos minutos preciosos que poderiam ser dedicados a bons hábitos, como uma leitura de 30 minutos, algum exercício ou um tempo para se dedicar ao autocuidado.

 

 

Cinco hábitos essenciais para manter o equilíbrio e uma boa qualidade de vida

 

Hábito 1 – Autocuidado

Com toda a certeza, o primeiro hábito para melhorar a qualidade de vida é a promoção do autocuidado aliado à reintegração com a natureza, onde podemos enxergar de maneira mais profunda e analítica sobre o quanto funcionamos em harmonia.

 

Hábito 2 – Alimente boas amizades

O segundo é alimentar boas amizades, pois, só é dessa maneira que conseguimos ter à nossa volta pessoas que enviem vibrações positivas e melhorem o nosso dia consideravelmente. 

 

Hábito 3 – Respeite seu ritmo

Já o terceiro hábito está relacionado com respeitar o próprio ritmo, obedecendo nossos próprios limites e compreendendo nossa singularidade.

 

Hábito 4 – Exercite a autonomia emocional

O quarto hábito é exercitar a autonomia emocional, tentando entender que nós precisamos nos cuidar acima de tudo, sem a necessidade de que outra pessoa esteja presente em nossas vidas para que nos sintamos completas. Não precisamos, necessariamente, sermos elogiadas para enxergar todo o nosso potencial.

 

Hábito 5 – Eleve sua autoestima

Por último, como quinto hábito essencial, está a promoção da elevação da nossa autoestima. Precisamos saber de nós mesmas e cuidar do que nós temos, de nossas qualidades, desenvolvendo-as ao nosso próprio ritmo e valorizando cada conquista como sendo única. 

 

O que achou dessas dicas? Aproveite para colocá-las em prática e compartilhar com suas amigas!

 

Com carinho,

 

Kelly Coimbra

 

Deixe seu comentário.

Comentar